A minha história

Quando era mais nova, o mundo da moda tinha pouco significado para mim. Nasci numa pequena vila ucraniana, e cresci em Portugal com a minha família, que partiu à procura da estabilidade que a Ucrânia não podia garantir. Naquela altura, as joias não faziam parte dos meus planos, aliás, pouco ou nada me diziam, mas a minha perspetiva acabaria por mudar.

Anos mais tarde, fiz as malas e mudei-me para Nova Iorque (EUA), onde abracei um projeto profissional arrojado, que me mostrou o outro lado das joias. Percebi que as joias podem ser poderosas e inspiradoras se atentarmos à sua origem e destino final.

Ainda assim, para mim sempre foi difícil escolher a joia certa, sobretudo porque via nas peças algo mais do que um simples acessório. Procurava atribuir um significado especial a cada peça. Queria ver o seu passado e inspirar-me nela para o meu presente e futuro.

Além de procurar joias inspiradoras, sempre quis inspirar outras mulheres. Sempre me chocou ver uma mulher deixar-se diminuir para ser apreciada e aceite na sociedade, mostrando-se, para tal, menos ambiciosa, menos bem-sucedida, menos exigente, menos audaz e constantemente desvalorizada.

Sempre acreditei que, temos o poder de fazer escolhas corajosas, que definem as nossas vidas como únicas.

Assim, nasceu a Wonther, onde cada peça é a personificação das ambições, realizações e singularidades de quem a usa. Um lembrete constante da força e do direito de determinar o seu caminho.

A Wonther é a celebração de uma vida poderosa, o que quer que isso signifique para cada pessoa.

Olga Kassian

NÓS ACREDITAMOS...

Nós acreditamos em desenhar peças com um caráter único, mas feitas para todos.

Nós acreditamos que os nossos clientes merecem toda a nossa gratidão, sem eles nós não existiríamos.

Nós acreditamos que estamos aqui para tornar o mundo mais bonito, por isso usamos maioritariamente ouro e prata reciclada.

Nós acreditamos que uma peça bonita tem de advir de um local bonito, por isso escolhemos utilizar diamantes sintéticos.

Nós acreditamos em pagar salários justos, porque não podemos usar algo bonito que tenha sido criado numa feia e dura realidade.

Nós acreditamos nos sonhos e ambições e em amuletos que a relembram da força que temos para os alcançar.

Nós acreditamos em nós e em vocês, porque somos sempre capazes de mais do que aquilo que pensamos.